Internet das Florestas

1 de agosto de 2021
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Muitos devem lembrar de uma cena memorável do filme Avatar onde os seres daquele planeta se conectam com uma enorme Árvore sagrada que, por sua vez, conecta-se a todas as outras Árvores e seres. O filme se passa no planeta fictício Pandora onde seres fictícios veneram uma árvore fictícia chamada Ewya: A Árvore das Almas. Entretanto, deixemos as ficções e os possíveis exercícios de livre associação entre o filme e a nossa realidade para focar em um detalhe não fictício que tem sido amplamente estudado, a saber: a comunicação entre as árvores.

O cientista alemão Peter Wohlleben e a cientista Suzanne Simard vêm observando e investigando a comunicação entre as árvores ao longo de décadas. Suas descobertas são surpreendentes.

Segundo Suzanne Simard, as árvores possuem um método de comunicação. Diferentemente do que Darwin imaginava, as Árvores não seriam indivíduos competindo pela sobrevivência, onde quem ganha é o mais adaptado. Pelo contrário, as árvores estariam interagindo constantemente entre si trocando nutrientes e informações preciosas para ajudar na sobrevivência da floresta. Além disso, as árvores, segundo os pesquisadores, podem criar laços de amizades e afeto, assim como, criar inimizade com outras árvores que apresentam comportamento egoísta.

Isso tudo ainda parece loucura? Se você ainda possui alguma desconfiança sobre essa teoria inusitada, indicamos que leia o livro ‘A vida secreta das árvores’ (autor Peter Wohlleben) e assista ao documentários ‘intelligent trees’. Mas, antes, confira uma breve análise que a equipe da Compostchêira preparou sobre o tema.

O que é uma árvore?

Em geral, chamamos de ‘árvore’ apenas o que é visível na superfície. Talvez, isso se deva pela nossa visão míope que enxerga somente o que temos interesse em usufruir imediatamente. Da mesma forma, quando falamos em floresta, por vezes estamos querendo nos referir unicamente ao conjunto de inúmeras árvores ou plantas de uma região. Não há dúvidas que, ambas as visões citadas sobre o que seja uma Árvore ou uma Floresta retratam uma visão muito simplista de um todo.

Entender a Teoria da Comunicação das Árvores ajuda a unificar elementos que só estão dissociados em nossas mentes. Para isso, a teoria nos leva até o mundo do emaranhado de raízes. Sim, é em baixo do solo, longe dos nossos olhos, que acontece a maior atividade das árvores e que se encontra esse surpreendente sistema de comunicação.

Internet da Floresta

A teoria da ‘Comunicação das Árvores’ também é chamada de ‘Internet da Floresta. A analogia é bastante promissora, pois ajuda a exemplificar bem a conexão existente entre esses seres.

Também, não se engana quem arrisque a traçar um paralelo entre a Teoria da Comunicação das Árvores e a concepção filosófica Panteístas. Isso porque, para essa escola filosófica tudo e todos são componentes indissolúveis de um Deus/Natureza unificadora. Deve-se ter em mente que, Panteísmo não é o mesmo que Ateísmo professado. Alertamos a essa questão, pois, não foram poucos os filósofos panteístas que sofreram tal acusação. Um exemplo foi o filósofo Espinoza (1632 – 1677) que afirmou “Deus sive natura”, ou seja: Deus ou Natureza.

Mas, vejamos como que funciona essa grande rede que conecta as árvores.

“Tem um monstro na minha cozinha”

Rede de Micorriza – Os cérebros da Floresta

Não é muito difícil identificar raízes de algumas Árvores se entrelaçando fora da terra. Deve-se imaginar que, em baixo do solo, algo ainda mais intenso deve ocorrer entre as raízes das árvores. Mas isso não é tudo. A grande rede de comunicação entre as árvores não se dá apenas pelo fato de juntarem suas raízes, mas, sobretudo, pela enorme rede de fungos que se forma no solo. Essa rede de Fungos é conhecida pelo cientistas como ‘rede de micorriza’.

Essa constatação da importância dos fungos para a comunicação das árvores já nos alerta para as consequências danosas de algumas formas de manejo de terra que de alguma forma, seja pela utilização de agrotóxicos ou utilização de arados, estariam eliminando os fungos presentes no solo.

COMPOSTEIRA DE JARDIM

Árvores sentem dor?

A resposta é sim. Pesquisadores afirmam que árvores são seres que podem sentir dor e emoções como, por exemplo, ‘medo’. Além disso, as árvores ao sentirem a presença de algum perigo seriam capazes de transmitir um alerta para todas as árvores conectadas na grande teia da floresta.

Existe amizade entre árvores?

Sim, as árvores podem criar laços, como se fossem um casal cuidando um do outro. Ao contrário do que possa parecer, as árvores são seres muito sociáveis, cuidando uma das outras, até mesmo numa espécie de relação entre mães e filhas.

É fato que árvores da mesma espécie não competem entre si. Pelo contrário, elas cuidam uma das outras. Ou seja, se uma árvore sofre algum tipo de ataque ela comunica imediatamente para suas amigas. Todavia, como poderíamos suspeitar, a teoria da Comunicação entre as Árvores também alerta para o fato de que há casos de ‘inimizades’ entre árvores, o que teria como consequência um relacionamento bastante complicado. Em alguns casos, a relação entre algumas árvores pode se complicar ao ponto de uma ou mais árvores causar a morte de algum indivíduo (árvore) que esteja causando danos ao bem estar da floresta.

Cabe um alerta. A teoria da Comunicação das Árvores não se trata em considerar ‘intenções’ nos comportamentos de auto cooperação ou de conflito entre as árvores. Em outras palavras, não se trata de classificarmos as árvores como as que são boazinhas e as que são malvadas. Definitivamente, não é isso que a teoria pretende trazer ao público.

IPTU Verde ou Ecológico

As árvores possuem memória?

Basta um passeio em um bosque ou floresta para identificarmos algum tronco de árvore ou tocos antigos caídos. Finalizar seu ciclo de vida tombando aos pés de suas vizinhas próximas e entregar ao solo seus nutrientes já seria um grande gesto de generosidade, não é mesmo?!. Todavia, nesse raciocínio, as árvores vizinhas se beneficiariam da morte de alguma árvore. Mas, algumas evidências mostram que esse raciocínio pode estar de “ponta-cabeça”.

Mesmo uma árvore tombada ou um toco restante de uma árvore pode se manter vivo sem nenhuma folha ou galho. Como isso é possível? A Resposta é simples: “As árvores gostam de ficar próximas umas das outras”.

Logo, quando uma árvore fica sozinha em determinada área ela tende a sofrer e não se desenvolver direito. Elas possuem grande empatia entre si e, assim como os animais, se “deprimem” quando isoladas de suas amigas. Certamente, esse tipo de constatação trazida pela ‘Teoria da Internet da Floresta’ faz com que pensemos os impactos que o desmatamento de uma parte, mesmo que pequena, de determinada floresta pode gerar na “saúde” da floresta como um todo. Também poderíamos pensar, neste momento, sobre os benefícios que técnicas de Agrofloresta ou Sistema Agroflorestal podem causar ao solo e à floresta como um todo, mas isso já é assunto para um próximo texto.

Reportagem Globo Rural: Entenda o que é a ‘internet da floresta’ – Exibição em 10 jan 2021

Por fim, mesmo se tratando de uma teoria pouco difundida e que ainda necessita de amplo empenho de novas pesquisas, a simples ideia de que uma (1) árvore não seria um ser isolado dentro de uma floresta, faz com que nossa visão se amplie muito sobre o tema das florestas. Certamente há muito o que se pensar ainda sobre o tema e muitas ideias para serem compartilhadas, portanto, pedimos aos interessados (você) no tema que sigam o exemplo das Árvores e compartilhem aqui no blog alguma informação complementar ou comentários. Dessa forma – conectados como as florestas estão – iremos nos fortalecer.

Kit Composteira Doméstica – M (para 2 ou 3 pessoas)

Fontes de Pesquisa

Documentários ‘intelligent trees’ – https://www.intelligent-trees.com/

https://globoplay.globo.com/v/9352976/

Livro: ‘A vida secreta das árvores’ (autor Peter Wohlleben)

https://metodista.br/faculdade-de-teologia/materiais-de-apoio/artigos/o-filme-avatar-como-vivencia-religiosa-e-as-implicacoes-para-a-teologia-pratica#:~:text=O%20espa%C3%A7o%20mais%20sagrado%20e,como%20a%20cura%20de%20doen%C3%A7as

 

COMPARTILHE
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp