INFLUÊNCIA DE FERTILIZANTE ORGÂNICO (CHORUME) NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE MOSTARDA (Brassica juncea (L.) Coss.)

26 de agosto de 2019
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Biofertilizante e chorume para mudas

Uma das fases mais importantes do sistema produtivo é a produção de mudas de hortaliças influenciando o desempenho final das plantas. Mudas mal formadas afetam o desenvolvimento da cultura, aumentando seu ciclo e induzindo a redução da produção (GUIMARÃES et al., 2002).

O vermicomposto (húmus) pode ser citado como uma alternativa para produção de mudas ou como forma de diminuir o gasto de produção de mudas de hortaliças em relação aos substratos comerciais (DUARTE et al., 2002). O húmus é um produto orgânico, inodoro, macio, solto, finamente granulado, asséptico e rico em sais minerais assimiláveis pelas plantas, oferecendo alto valor nutricional para as plantas. Edwards (2004), diz que a atividade das minhocas pode influenciar direta ou indiretamente o desenvolvimento vegetal, sendo o húmus considerado um bioestimulador do crescimento das plantas.

O presente trabalho visou o uso de fertilizante orgânico a base de chorume obtido através da vermicompostagem sob a produção de mudas de mostarda.  Seu emprego colabora para a melhoria dos atributos químicos, físicos e biológicos dos solos, bem como para a ciclagem de nutrientes no sistema solo-planta. O trabalho foi realizado numa estufa na Faculdade de Agronomia da URCAMP em Bagé/RS, utilizando  quatro tratamentos: T1:100% água potável, T2: 100% chorume, T3: 50% chorume e 50% água portável, T4: 25% Chorume e 75% água potável.

O fertilizante orgânico (chorume) foi coletado no processo de vermicompostagem com esterco bovino leiteiro,  realizado por minhocas da Califórnia (Eisenia foetida). As plantas permaneceram em um sistema flutuante de irrigação, mantidas com uma lâmina de água e fertilizante orgânico de 50mm, conforme os diferentes tratamentos.

 

Podemos concluir que 100% de chorume como água de irrigação,  resultou no  aumento da parte aérea da planta de mostarda, e  que segundo Oliveira (2003) é ocasionado pelo fato do fertilizante intensificar o desenvolvimento vegetativo, promovendo também crescimento na área foliar, sendo mais uma alternativa ecológica de adubação orgânica.

Autora: Profª Ana Cláudia Kalil Huber

Referências:

DUARTE. L.C; LUZ;. M.J.; MARTINS. S.T.; DINIZ. A. K.; Produção de mudas de pepino e repolho em substrato à base de vermicomposto. Universidade Federal de Uberlândia – Instituto de Ciências Agrárias –Uberlândia – MG. 2002.

EDWARDS, C.A. The use of earthworms in the breakdown and management of organic wastes. In: Edwards, C.A. (Org.). Earthworm Ecology. Boca Raton: St. Lucie Press, p. 327-354. 2004.

GUIMARÃES VF; ECHER MM; MINAMI K. 2002. Métodos de produção de mudas, distribuição de matéria seca produtividade de plantas de beterraba. Horticultura brasileira 20: 505-5092.

OLIVEIRA, R.M.B. Manejo de irrigação e adubação nitrogenada sobre a cultura do pimentão (Capsicum annum L.) em condições controladas. Paraíba: Centro de Ciências Agrárias, 2003. 28p.

COMPARTILHE
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp