Gestão de Resíduos do Município de Santa Rosa

11 de dezembro de 2017
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

PLANO MUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS

Chamamos de lixo, os resíduos sólidos domésticos produzidos em nossas casas e que descartamos diariamente. No entanto, o conceito de lixo é uma concepção humana, porque em processos naturais não há lixo, apenas produtos inertes.

Segundo dados da (Abrelpe) Associação Brasileira das Empresas de Limpeza Pública e Resíduos, 2003 a 2014 cada brasileiro produz em média 1,062 kg de resíduos sólidos por dia. E essa geração de lixo aumenta cada vez mais, em um processo que começou a partir da Revolução Industrial. O novo milênio chega com produtos novos no mercado, o consumidor busca comodidade e as indústrias buscam maiores lucros.

O resíduo urbano é um dos maiores problemas ambientais da atualidade, sendo o principal responsável pelo aumento da poluição do solo, da água e do ar. Além disso, causa danos à fauna e a flora e é foco da proliferação de vetores de diversas doenças.

No Brasil, após mais de vinte anos de debates no congresso a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei N° 12.305/10), nos trouxe instrumentos importantes para permitir o avanço do País no enfrentamento dos principais problemas ambientais, sociais e econômicos decorrentes do manejo inadequado dos resíduos sólidos. Prevê a redução na geração de resíduos, tendo como proposta a prática de hábitos de consumo sustentável e um conjunto de instrumentos para propiciar o aumento da reciclagem e da reutilização dos resíduos sólidos (aquilo que tem valor econômico e pode ser reciclado ou reaproveitado) e a destinação ambientalmente adequada dos rejeitos (aquilo que não pode ser reciclado ou reutilizado).

Então, preocupados com a situação de nossa cidade, o município buscou recursos federais junto ao Ministério das Cidades para elaboração do Plano Municipal de Resíduos Sólidos, sendo este um instrumento que envolve toda a comunidade diante da importância para o incentivo a pesquisa, e na elaboração de diversos meios complementares relacionados aos resíduos sólidos.

As medidas adotadas pelo plano são para tratar os resíduos sólidos gerados no município de Santa Rosa na área urbana e rural através de um diagnóstico, e este tem como objetivo detectar falhas pré-existentes e com isso definir soluções apropriadas no intuito de minimizar possíveis impactos ambientais e aqueles que possam afetar a saúde pública. O Plano Municipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos de Santa Rosa tem previsão para ser concluido em dezembro de 2017.

O futuro do meio ambiente depende da nossa responsabilidade no presente.”

Francielli Werlang Puhl – Educadora Ambiental

COMPARTILHE
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp