Economia Circular

14 de setembro de 2018
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

A Economia Circular (EC) é atualmente um conceito popular promovido por empresas, países e pela União Europeia, e representa uma racionalidade de maior eficiência no uso dos recursos, oposta à racionalidade linear de extrair-produzir-consumir-descartar. No sistema linear de produção e consumo de bens e serviços, os recursos naturais são extraídos para produção de novas matérias primas utilizadas na produção de novos produtos que, ao final de sua vida útil, são descartados.

Crise Econômica e Consumo

A EC busca diminuir a extração de recursos naturais e o descarte em lixão e aterro sanitário, valorizando iniciativas como a reciclagem, o reuso, o compartilhamento, etc. A EC é oposta a uma ideia, ainda muito presente, de criar uma obsolescência dos produtos, de forma que ele se torne obsoleto, forçando o consumidor a adquirir outro. Tal obsolescência pode ser programada, quando há uma redução proposital da vida útil do produto, mas também pode ser perceptiva, quando um novo modelo leva o consumidor a abandonar o modelo antigo, mesmo que ele ainda esteja funcionando. A literatura relata diversas iniciativas relacionadas à EC, mas como quantificar o real benefício destas iniciativas? Uma forma é utilizando a ferramenta conhecida como A Avaliação do Ciclo de Vida (ACV). A ACV permite quantificar o impacto ambiental de produtos e serviços, podendo contribuir para a comprovação dos benefícios da EC. A utilização da ACV tem crescido muito nos últimos anos, nos mais variados campos do conhecimento. A aplicação da ACV atualmente é normatizada por duas normas publicadas pela ISO, a 14040 e a 14044, que detalham todos os passos para aplicar essa ferramenta. A ACV quem tem se consolidado como um dos principais instrumentos para quantificar o impacto ambiental de produtos, e tem evoluído para incluir na quantificação aspectos sociais e econômicos, permitindo, desta forma, uma avaliação do desempenho de um produto sob a perspectiva ambiental-social-econômica, que considere todas as etapas do ciclo de vida. Para analisar a relação entre a ACV e a EC, foram selecionados 31 artigos científicos publicados até o ano de 2017, que utilizaram a ACV no contexto da EC. A análise desses artigos permitiu identificar uma predominância de estudos realizados no continente europeu, o que demonstra uma maior maturidade dos países europeus no assunto. Foram identificadas 8 áreas de aplicação dos estudos, com destaque para o gerenciamento de resíduos. Hadzic e colaboradores (2017) aplicaram ACV para comparar cenários de gerenciamento de Resíduos Sólidos Urbanos a fim de evidenciar as melhorias ambientais resultantes da mudança do sistema de gerenciamento de resíduos linear para um modelo mais alinhado com a EC, que privilegie a reciclagem e o aproveitamento de materiais.

LOGÍSTICA REVERSA E LEGISLAÇÃO AMBIENTAL DOS PNEUS INSERVÍVEIS NO BRASIL

Os resultados da ACV confirmaram os benefícios ambientais da reciclagem e do aproveitamento de materiais em comparação com a disposição em aterro sanitário. De uma forma geral, observou-se que a ACV foi utilizada como uma ferramenta para quantificar os impactos ambientais relacionados à EC. A EC, por sua vez, apareceu como um direcionar estratégico para a definição de cenários que foram quantificados com o auxílio da ACV. Desta forma, as ferramentas mostram-se complementares e podem, conjuntamente, contribuir para uma melhoria contínua em direção à uma maior circularidade na economia, com benefícios ambientais.

Fonte: https://blog.enciclo.com.br/entenda-o-que-e-acv/. Acesso em 20/08/18

Link para o artigo: http://www.institutoventuri.org.br/ojs/index.php/firs/article/view/643

Dados dos autores: André Teixeira Pontes – Rio de janeiro. Farmacêutico. Doutor em Engenharia de Produção pela COOPPE/UFRJ. Professor Adjunto da UFF.

– Rio de Janeiro. Engenheira de Produção. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da COPPE/UFRJ.

 

Referência:

HADZIC, A.; VOCA, N.; GOLUBIC, S. Life-cycle assessment of solid-waste management in city of Zagreb, Croatia. Journal of Material Cycles and Waste Management, v. 0, n. 0, p. 1–13, 2017.

COMPARTILHE
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp